Fazendo história: veja por que o Botafogo tem o caminho mais duro da Libertadores

Depois da épica classificação nos pênaltis contra o Olimpia, em pleno Defensores del Chaco, o Botafogo agora se prepara para encarar o caminho mais duro entre os brasileiros na Libertadores.

A equipe carioca é a única entre todos os oito parcipantes do Brasil que terá três adversários com ranking maior em seu grupo, seguindo a lista apresentada pela Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) a partir do desempenho histórico (somado a resultados recentes) no torneio continental.

O clube da “Estrela Solitária” ocupa a 79ª posição do ranking, ficando muito longe do Atlético Nacional-COL (atual campeão e 3º da lista), Estudiantes-ARG (17º) e Barcelona de Guayaquil-EQU (39º).

A isso, soma-se o fato de, nas fases preliminares, o “Fogão” ter eliminado outras duas equipes de ranking maior, de acordo com os critérios da Conmebol: Colo Colo-CHI (23º) e Olimpia-PAR (10º). Ou seja, a equipe de General Severiano tem, de longe, o caminho mais difícil.

Nos outros grupos, os brasileiros estão em posição melhor que o Botafogo.

Na chave 2, o Santos é o 15º do ranking da Conmebol, à frente de todos os adversários: Independiente Santa Fe-COL (22º), Sporting Cristal-PER (35º) e The Strongest-BOL (28º) ou Unión Española-CHI (46º).

No grupo 4, que tem dois brasileiros, o Flamengo (37º colocado) está à frente justamente do Atlético-PR (74º) – que por sua vez eliminou o Millonarios-COL (62º) e o Capiatá-PAR (sem ranking) nas fases prévias.

Os outros dois times estão melhores que ambos: San Lorenzo-ARG (14º) e Universidad Católica-CHI (30º).

Já na chave 5, o Palmeiras (25º) só não é melhor que o Peñarol (5º) no ranking da Conmebol. O “Verdão” fica bem à frente de Jorge Wilstermann-BOL (75º) e Júnior Barranquilla-COL (56º) ou Atlético Tucumán-ARG (sem ranking).

No grupo 6, o Atlético-MG (9º) vive situação idêntica à do Santos: é superior a Godoy Cruz-ARG (88º), Libertad-PAR (21º) e Sport Boys-BOL (162º).

Mesmo caso do Grêmio (12º), que bate com folga o Deportes Iquique-CHI (sem ranking), Guaraní-PAR (34º) e Zamora-VEN (66º) na lista organizada pela Confederação.

Por fim, a Chapecoense, que faz sua estreia em Libertadores nesta temporada – e, portanto, não tem ranking -, está na mesma condição do Zulia-VEN, outro time que ainda não tem posição determinada pela Conmebol na lista.

Ambos ficam atrás de Nacional-URU (4º) e Lanús-ARG (42º).